Efeito Composto









Efeito Composto nos Negócios









Efeito Composto com Trabalho Duro para compensar Deficiências “Não importa quão esperto você é ou não é, você pode compensar com trabalho duro a sua escassez de experiência, habilidade, inteligência ou talento nato”. Não importa qual o desafio, ele me ensinou, se você não é bom em uma coisa, com mais esperteza. Nós entramos nessa também.



















Seu único caminho para o sucesso é através de disciplinas diárias mundanas, nada sensuais, nada excitantes e por vezes difíceis, que precisam ser compostas com o passar do tempo. Os resultados, a vida e o estilo de vida dos seus sonhos podem ser seus se você puser o Efeito Composto para trabalhar para você. Se você usar os princípios destacados no Efeito Composto, você vai criar o final do seu conto de fadas!









Juros Compostos
No sistema de cálculos de juros compostos, os juros obticos a cada período são incorporados ao capital, formando um montante que pasará a participar da geração de juros no período seguinte. Dessa forma, não apenas o capital não apenas o capital inicial rende juros, mas eles são devidos a cada período de forma cumulativa. Donde surgio o nome de juros capitalizados, ou seja: o juro de mês anterior passa a integrar o capital no mês seguinte.









Qual a diferença entre juro simples e juro composto?
O regime de juro simples é usado na maioria das aplicações financeiras de curto-prazo, como por exemplo, nos depósitos. Neste regime, o investidor deposita um determinado montante, por um determinado período sendo os juros calculados sobre o montante original depositado sem acumulação de juros ao longo do tempo.

Por exemplo, suponha que faz uma aplicação de €1.000 por 3 anos a uma taxa de 5%. Durante o período, os juros seriam calculados da seguinte forma:

A leitura é simples: no momento 0, o investidor aplica €1.000, sendo-lhe pagos 5% desse montante (€50) no final de cada um dos 3 períodos. No final do 3º período é-lhe também devolvido o capital inicial investido.

O regime de juro composto é diferente na medida em que o capital vai acumulando os juros ao longo do tempo. Num exemplo semelhante ao anterior, teríamos o seguinte:









Como Calcular Juros Compostos?
O juro composto é o famoso, "juro sobre juro"
O que é Juro Composto?
Este é um regime muito empregado pelo atual aparelho financeiro porque proporciona maior rentabilidade se comparado aos juros simples, onde os valores dos rendimentos são fixos. No caso dos juros compostos o juro acontece mês a mês de acordo com a soma do acumulado do capital com o rendimento mensal. Ou seja, o juro composto é o famoso, “juro sobre juro”.
A fórmula onde podemos calcular os juros compostos é a seguinte [...]



















Seu único caminho para o sucesso é através de disciplinas diárias mundanas, nada sensuais, nada excitantes e por vezes difíceis, que precisam ser compostas com o passar do tempo. Os resultados, a vida e o estilo de vida dos seus sonhos podem ser seus se você puser o Efeito Composto para trabalhar para você. Se você usar os princípios destacados no Efeito Composto, você vai criar o final do seu conto de fadas!









Neste vídeo o professor ensina como calcular jurso compostos com uma calculadora comum ao inves de usar a HP









Cálculo de juros simples e composto no Excel
Este artigo inicialmente era composto de 4 partes, fizemos uma junção dos 4 artigos em um único, assim o conteúdo se manteve o mesmo, porém você terá apenas um local para pesquisar sobre Juros compostos e simples.

Neste artigo vamos demonstrar o que é Juro, como funciona o cálculo, como são feitas as fórmulas dentro do excel, tudo exemplificado e ilustrado para que você tenha uma ótima compreensão do conteúdo e possa sempre usar este artigo como guia para o cálculo de juros simples e compostos usando o Excel









Juros Compostos:
Juros nominados corrigíveis, de cada período, são somados ao capital para o cálculo de novos juros nos períodos seguintes. Os juros são capitalizados, ou seja, o cálculo é feito em cima do valor anterior e não do valor inicial.

Consideremos um capital C aplicado a juros compostos, a uma taxa i por período e durante n períodos de tempo. Assim: onde M é o montante ou capital final.

É importante que nessa fórmula o prazo n deve estar expresso na mesma unidade de i, isto é, se a taxa i for definida em meses, o prazo n virá também em meses.









Juros compostos
Se os juros cobrados fossem compostos, no fim do primeiro mês, seu pai estaria devendo:
R$ 400,00 + R$ 20,00 = R$ 420,00 R$ 420,00 + 5% = 420/100 X 5 = 21









Professor explica a diferença entre juros simples e compostos
Questões que envolvem cálculos com juros simples e compostos costumam ser cobradas nas provas de matemática dos vestibulares em geral. Para facilitar o entendimento, o professor de matemática Adilson Longen explica a diferença. "Primeiro é importante entender que juros é uma compensação. Ou seja, se eu empresto o dinheiro para alguma finalidade, eu tenho que devolver". O juros simples, segundo ele, cresce lentamente. Já o composto, acumula mais rápido.

Em uma simulação com um empréstimo de R$ 10 mil com uma taxa mensal de 1%, por exemplo, o juros da forma simples, aumenta o valor inicial em R$ 100 no primeiro mês e R$ 200 no segundo. Já o composto, aumenta em R$ 100 no primeiro e R$ 201 no segundo mês. No terceiro, a taxa sobe o valor em mais R$ 303.